Acabamentos e revestimentos

Acabamentos e revestimentos
Acabamentos e Revestimentos / 2018/03/01

ACABAMENTOS E REVESTIMENTOS: SAIBA MAIS SOBRE O ASSUNTO

Quando a obra chega na parte dos acabamentos e revestimentos, muitas dúvidas surgem. São diversas as opções e preços.

Com o objetivo de te ajudar nessa etapa, a Varanda Imóveis selecionou alguns itens que são muito utilizados para te explicar melhor sobre eles. Ter o máximo de informações nesse momento é essencial para conseguir economizar sem abrir mão dos melhores resultados. 

Saiba mais sobre os acabamentos e revestimentos mais utilizados no mercado:

  • Piso laminado

Esse piso geralmente tem um custo inferior ao piso de madeira maciça. Existem diversas opções de textura no mercado que podem até ser bem fiéis aos tipos de madeira natural, imitando até tonalidades.

O piso laminado tem esse nome por ser fabricado em camadas. Geralmente é um piso que não favorece a acústica, porém a aplicação de uma manta sob o piso reduz o barulho.

O processo de limpeza contará muito para a durabilidade do piso. O ideal é evitar o uso de materiais abrasivos, saponáceo, buchas, qualquer tipo de líquido ou mesmo a exposição ao sol.

  • Piso vinílico

Uma das maiores vantagens de um piso vinílico é a facilidade de aplicação. Ele pode ser aplicado diretamente no contrapiso, cimentados, granilites, cerâmicas, lajotas, entre outros materiais. A colocação é fácil e prática, além de não fazer muita sujeira.

É também uma opção mais ecologicamente correta, pois é fabricado a partir de materiais reciclados. Outra vantagem é ser macio, térmico, acústico e anti-chamas, proporcionando conforto e segurança. Pode ser encontrado em forma de tapete, placa ou manta, dispensam argamassa na instalação e normalmente são fixadas em cola.

É indicado em ambientes internos, mas deve-se evitar o uso em banheiros, pois o contato constante com água e umidade pode comprometer o desempenho da cola.

Não retêm poeira, é totalmente anti-alérgico, não corre risco de sofrer com ataque de cupins.

Existem diversos tipos no mercado, variando seu custo. Já é muito usado nos Estados Unidos e Europa. No Brasil, tem sido cada vez mais aceito por suas funcionalidades e por sua segurança.

  • Porcelanato

É muito utilizado, principalmente pelos arquitetos pela sua alta resistência à abrasão, durabilidade, grande variedade de tons e texturas. As marcas que produzem esse tipo de piso, inspiram-se em outros elementos como pedra, madeira, cimento, metal, couro e tecido para formar uma grande gama de opções.

Existem diversos tamanhos e formatos das placas de porcelanato. A porosidade nula do porcelanato o torna bastante impermeável. Sua instalação é relativamente rápida.

Esse tipo de acabamento pode ser aplicado em ambientes internos e externos, como na cozinha, banheiros, quarto, sala. As cores mais escuras e com textura com aparência amadeirada transmitem conforto, já as cores mais claras, amplitude. Tem sido utilizado tanto no piso quanto em paredes.

  • Mármore

O mármore é um pedra natural que surge através do calcário e por suas variações é uma das pedras mais preferidas nos projetos arquitetônicos.

Existem diferentes tipos de mármore e preços variados:

  • Rosso Verona: origem italiana e com coloração avermelhada. Preço médio: R$ 800,00m².
  • Travertino: mármore de fundo bege e originário da Itália. Preço médio: R$ 900,00 m². Bege Bahia: um dos mais utilizados no país, isso porque o mármore de cor bege é de origem brasileira. Preço médio: R$ 250,00 m².
  • Crema Marfil: a pedra de cor bege bem clara é oriunda da Espanha. Preço médio: R$ 600,00m².
  • Botticino: mais uma opção de mármore bege, com origem italiana. Preço médio: R$ 750,00m².
  • Branco Nacional: pedra de cor branca e como o próprio nome indica é de terras tupiniquins. Preço médio: R$ 250,00m².
  • Pighês: pedra natural de coloração branca originária da Grécia. Preço médio: R$ 1000,00m².
  • Carrara: mármore branco com veinhas cinzas; tem como país de origem a Itália. Preço médio: R$ 600,00m².
  • Branco Thassos: pedra bem branca da Grécia. Preço médio: R$ 1400,00m².
  • Marrom Emperador Light: pedra marrom clara, oriunda da Espanha. Preço médio: R$ 700,00m².
  • Marrom Emperador: mármore com coloração marrom escura com veias mais claras (parecem douradas). A origem da pedra é de terras espanholas. Preço médio: R$ 900,00m².
  • Nero Marquina: pedra italiana preta com veias brancas. Preço médio: R$ 850,00m².

Obs: Esses preços médios foram baseados em pesquisas. Podem sofrer variações. 

  • Granito

É utilizado tanto para ambientes internos quanto para ambientes externos por ser extremamente resistente, razoavelmente acessível, durável e de fácil limpeza. Existem diversas tonalidades e vários tratamentos. Por ser um material pouco poroso, é ideal para ambientes como cozinha, área gourmet, banheiro.

Na decoração, seu uso vai desde o revestimento de chão, paredes, bancadas, escadas e até mesmo banheiras, possuindo nomes variados de acordo com suas cores e seu local de extração.

O granito é resistente a riscos de agentes químicos, sendo o material mais aconselhável para seu usado em locais como bancadas de cozinha, por exemplo.

Os preços variam muito de acordo com a pedra de granito usada.

O granito São Gabriel é o granito mais utilizado, pois combina com ambientes mais tradicionais sem tirar o ar moderno e diferenciado. Este fica excelente em espaços com decoração preta e branca ou até mesmo com um piso cinza, e combina qualquer tonalidade de madeira! Já o branco Siena é o mais clássico e combina com qualquer ambiente. Normalmente o granito vem com algumas manchas e para quem deseja um cômodo mais clean e leve, prefira esse tipo!

ATENÇÃO! Saiba diferenciar GRANITO de MÁRMORE

É muito comum a troca entre os termos “mármore” e “granito” quando alguém se refere a bancadas de pedra. Isso porque elas têm em comum o fato de serem pedras naturais e servirem para a fabricação de bancadas e de revestimento para o piso e paredes. Mas são dois tipos diferentes de pedra, com diferentes composições (quartzo, feldspato, mica, piroxênios e anfibólios no granito e calcário com dolomita no mármore), e isso traz diferenças básicas principalmente em relação ao aspecto visual, à resistência e ao preço dos dois materiais de maneira geral.

O mármore costuma ser mais caro, o que lhe confere status e nobreza. Isso faz com que se imagine que ele seja mais resistente ou então tenha a mesma resistência do granito, mas na verdade ele é mais suscetível ao aparecimento de manchas e por isso menos aconselhado para ambientes de muito uso e sujeira como cozinhas ou ambientes que tenham muito contato com produtos químicos.

O preço, no entanto, pode variar também de acordo com a procedência de cada pedra, se for nacional ou importada. De maneira geral, o preço dos granitos e mármores pode variar muito dependendo da cor escolhida, com os mais caros podendo custar até 4 ou 5 vezes mais do que os mais baratos, portanto vale fazer uma comparação de orçamentos.

Outra diferença marcante é que o mármore tem visual mais suave, com veios na pedra menos marcados, de aparência mais delicada, enquanto o granito tem aspecto mais “granulado”, ou seja, com muitos pontinhos visíveis na pedra. Quanto mais liso e claro for o mármore, inclusive, maior o seu preço, pois são mais raros. Alguns tipos de granito, no entanto, por serem bem escuros, escondem essa característica, como o granito Preto Absoluto ou o São Gabriel por exemplo.

  • Laca

Móveis com laca possuem um acabamento mais sofisticado, são ótimos para móveis de salas, principalmente para quem gosta de móveis brilhantes e coloridos. Embora a laca também possa ser fosca, sua superfície de alto brilho voltou a ser tendência na decoração. As desvantagens é que a laca possui alto custo e requer mais cuidados, pois ela arranha facilmente. Ah, para manter o brilho a cera automotiva é uma boa opção na manutenção.

  • Fórmica

No caso da fórmica, entre o acabamento e a madeira há várias folhas e resinas que dão maior resistência à umidade, abrasão e impactos. Por isso a fórmica é muito usada em tampos de mesas, que são mais sobrecarregadas pelo contato humano. O uso da resina proporciona uma aparência levemente brilhante. São muito indicados para móveis de banheiros ou cozinhas.

  • MDF

MDF significa Medium Density Fiberboard (chapa de fibra de madeira de média densidade). É o material que mais se assemelha a madeira em relação às possibilidades de manuseio. As chapas de MDF são superfícies grande e homogêneas, sem orientação das fibras, isso permite que os cortes sejam realizados em qualquer sentido. Além de muito usado no setor moveleiro, o material também é aplicado na construção civil em pisos, divisórias, portas, etc.

Esperamos termos ajudado você com esse artigo. Sabemos que inúmeras são as opções na hora de escolher os acabamentos e revestimentos. Nesse momento é importante ter em mãos informação sobre preço, benefícios e contraindicações para fazer as melhores escolhas.